fbpx

Inovação do artesanato no Acre

Inovação do artesanato no Acre
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Artesanato acreano inova como produto criativo com as clínicas de design !!!

P

eças em madeira, cerâmica, palha, fibra, látex, algodão, sementes e outras matérias-primas compõem uma coleção criativa que é resultado da imersão nas clínicas de design, iniciadas em setembro de 2016.

A iniciativa é fruto do convênio Artesanato Sustentável, celebrado entre o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Pequenos Negócios (Sepn) e o Sebrae- Acre, em parceria com o gabinete da primeira-dama Marlúcia Cândida.

Uma amostra da coleção com cerca de 300 peças criadas por 37 artesãos de todo o estado foi apresentada para a primeira-dama e para a diretora técnica do Sebrae- Acre, Sídia Gomes, na noite da quinta-feira, 23.

“O trabalho que está sendo feito é de aprimoramento por meio de técnicas de inovação e também de incentivo a novos talentos do artesanato. Muito positivo e com certeza teremos uma coleção que irá surpreender”, comentou Sídia.

Marlúcia Cândida ficou impressionada com o arrojo das peças. Ela que é uma das consultoras para a promoção do programa de artesanato falou sobre a evolução do processo criativo.

“Temos uma cara nova para o artesanato e produtos que podemos mostrar como especial do Acre. Algumas peças vão ganhar mais qualidade, mas posso dizer que temos produtos para colocar no mercado de artesanato, que estamos em fase de implantação, tornando o Acre em um lugar de atrativo turístico e que as pessoas saibam onde encontrar um bom artesanato”, disse.

As clínicas de design

O processo das clínicas foi aplicado pelas consultoras em design do Sebrae de Minas Gerais, Mazarelo Carneiro e Rosângela Curty.

“Começamos fazendo uma inserção conceitual de história local, de identidade, não só enquanto história, mas que matérias-primas que temos. Os artesãos foram convidados a usar todos esses conceitos. E a partir daí procuramos estimulá-los para que desenvolvam não apenas um produto com identidade, mas criativo e de forte apelo e de mercado competitivo. O resultado é gratificante ”, comentou Mazarelo.

As próximas etapas são a formação de preço com os artesãos em rodadas de negócios e a elaboração de um catálogo.

Fonte: https://www.agencia.ac.gov.br

também poderá gostar de

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Autor(a)
Márcus Vinícius Arouca

Márcus Vinícius Arouca

Recomendado para você

NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e receba conteúdo grátis

Quem Somos

O Artesanato na Rede é o maior portal do seguimento artesanal que desde 2001 atua em parceria com diversos artesãos e profissionais da área, com aulas passo a passo em diversas técnicas.

© Artesanato Na Rede – Rua Conselheiro Saraiva, 341 – Sala 4 – Santana, São Paulo – SP, 02037-020