Protetor de porta

0
3144

Segurança e tranquilidade para você e sua família. Confira o passo a passo para um gracioso protetor de porta.

Você mamãe, que tem filhos pequenos sabe o que é preocupação com segurança. Principalmente quando são acidente domésticos.

Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis tivessem mais orientações ou tomassem mais cuidado com os ambientes em que as crianças permanecem, grande parte dos acidentes não aconteceria.

Veja a seguir, algumas dicas para evitar transtorno e manter sua família a salvo:

– Afogamento: depois do uso, esvazie baldes, banheiras e piscinas infantis e guarde-os sempre virados para baixo. Se a sua casa tem piscina, impeça o acesso da criança à área
– Atropelamento: não permita que uma criança menor de dez anos ande sozinha pela rua e comece cedo a educação no trânsito. Jamais atravesse fora da faixa ou correndo na  frente dela. Os filhos seguem o exemplo dos pais
– Asfixia: tenha muito cuidado com fios e cordas. Crianças menores correm o risco de estrangulamento com eles
– Envenenamento: guarde trancado e fora da vista das crianças todos os produtos de higiene e limpeza, venenos e medicamentos
– Quedas: crianças devem brincar em locais seguros. Escadas, sacadas e lajes não são apropriadas. Redes nas janelas e portas de contenção que impeçam o acesso às escadas ou áreas perigosas ajudam muito
– Queimadura: Mantenha a criança longe da cozinha e do fogão, principalmente durante o preparo das refeições. Cuidado, também, com o ferro de passar.
Para diminuir os riscos, a principal dica da especialista é remanejar os ambientes.  O ideal é tirar dos cômodos tudo que possa causar acidentes.
Quando muito pequenas, as crianças não têm noção alguma de perigo. A sensação de medo aparece por volta dos cinco anos. Até então, ela pode repetir os mesmos erros, pois não pensa que se machucará de novo. A fase mais crítica é a partir do momento que começam engatinhar, até por volta dos cinco anos.
Métodos para evitar acidentes
A melhor maneira de prevenir os acidentes domésticos com crianças é a conversa. Também é aconselhável manter as crianças bem longe da cozinha e da área de serviço, as campeãs em incidência de acidentes. Confira outras dicas para evitar acidentes  domésticos com criianças:
Na área de serviço
– Tanque: dê preferência aos de cerâmica ou de alumínio, que são mais leves. Veja se está bem preso à parede e nunca deixe uma criança se debruçar no tanque. Esse tipo de queda é comum, grave e com grandes chances de mortalidade.
– Baldes: deixe-os em local de difícil acesso, de preferência vazios e virados para baixo. Neles, as crianças podem ingerir produtos tóxicos ou se afogar.
– Produtos de limpeza: devem ser guardados sempre em seu frasco original, longe das crianças, em locais altos ou trancados.
– Tábua e ferro de passar: dê preferência às tábuas fixas. O ferro deve estar sempre desligado e longe das crianças. Quando estiver passando roupa, a criança não deve estar por perto.
No banheiro
– Vaso sanitário: crianças de até três anos podem se afogar em vasos sanitários. Além disso, é tentadora a ideia de subir nos vasos para alcançar objetos que estão fora de seu alcance. Vale fiscalizar o momento em que elas estão no banheiro.
– Piso: a melhor opção é o azulejo, de fácil higienização e menor risco de escorregamento. Os tapetes de plástico com ventosas, que são fixados ao chão, são os mais seguros. Aposte nas fitas adesivas antiderrapantes, também.
Na cozinha
– Fogão: evite ao máximo utilizar as bocas da frente. Em relação às panelas, deixe o cabo sempre para dentro. O ideal é manter as crianças fora da cozinha, mas, caso esteja presente, deixa-a longe do forno.
– Pia: guarde os eletrodomésticos nos armários altos ou com travas nas portas. Aparelhos em cima da pia podem ser puxados pelas crianças e os fios podem despertar a curiosidade e causar acidentes fatais, como enforcamento.
– Escorredor de louças: o ideal é escorrer a louça enquanto está por perto. Assim que terminar de lavar, guarde os artigos no armário.
Na sala
– Aparelhos eletrônicos: TVs devem estar fixas à parede e DVDs, videocassetes e afins, ao móvel. Os televisores do tipo LED, por exemplo, são muitos leves e podem facilmente ser empurrados. A fiação dos eletrônicos também deve estar devidamente presa e protegida.
– Tomadas: os protetores de tomada são simples, com preços acessíveis e encontrados facilmente em comércios. Apesar de as crianças conseguirem retirá-los com a unha, a precaução diminui riscos de queimaduras e choques.
– Cortinas: a melhor cortina é a horizontal, que não chega à altura das crianças. Evite cortinas com puxadores e cordas, que podem causar enforcamentos.

 

E claro, não poderíamos esquecer das portas. Por isso, separamos uma dica bem fofa para você:

 

 

 

 

Fonte: tripiano / Capesesp

 

 

Deixe um comentário

  Subscribe  
Notify of